Animais, ferramentas, lixos

img_2242IMG_7155IMG_6872IMG_2250.JPGimg_2244

Anúncios
Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Esta galeria contém 2 fotos.

Galeria | Deixe um comentário

Zona exclusiva

Esta galeria contém 3 fotos.

Galeria | Deixe um comentário

Cachorra na praça

com a boca entreaberta
de paciente eterizado
já na sala de cirurgia

com barriga para cima
deixa que lhe façam
corte ou carícia

sorri sem coleira
esfrega bem as costas
no lençol de grama seca

sabe que esta alegria
veio com selo de garantia

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

A cachorra Preta

um dia
apareceu em nossa rua
sem saída e curta
uma cachorra perdida
faminta e preta

deitada
barriga pra cima
pedia carinho

uivava para lua
enchendo ouvidos
de melancolia peluda

um dia
apareceu em nosso pátio
terreno meio abandonado
um passarinho morto
da obra sua

penas na bora
sorriso no rabo
pedido de desculpa

deitada
barriga pra cima
pedia carinho

um dia
apareceu em nossa sala
uma cachorra diabética
lambia sua urina
e perdia a vista

deitada num canto
barriga pra cima
não pedia nada

uma coisa sincera
que ninguém entendia

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Do que aprendemos com o Daniel Paul Schreber

Assim como ver tv
ensina muito
mas sobretudo a ver tv,

Ler os delírios do outros
ensina muito
sobretudo a delirar os seus.

Há que se aprender a adubar os delírios.

Fico assim, a ver fibra ópticas umbilicais
tímpanos como terminais, ânus em VGA, beijos de USB
Fico assim, a contemplar o que todo mundo diz ver
a constatar na palma das mãos os pixels de uma tela LCD.

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Do que gosto de fazer #1

O que tenho gostado de fazer
é de descrever essa gente
a gente da ponte aérea
que carrega pastas de poder

Vestem cinza na sua maioria
vestem cinza; alguns, riscas
são homens sobretudo, se não todos
em sua maioria vestem cinza

O do meu lado tem olhos cobertos
por um armani muito importado
parece não gostar de sol e ter
no rosto o seu próprio retrato

É pintado de muita importância,
fila preferencial, personalité
brunch aos domingos e muito
veja lá como fala comigo.

Tal qual o Lúcifer condenado
a mastigar eternamente o Judas
tem sempre entre os dentes
o mais novo tridente de frutas

No aeroporto de Congonhas
revela-me uma bela mania:
botar e tirar o indicador
dessa e daquela narina.

Diz ter pressa, muita pressa
a pressa de quem come regalias
e me conta em tom de despedida
que seu destino final é Brasília

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário